Geração Subzero – 20 autores congelados pela crítica

Geração Subzero – 20 autores congelados pela crítica

Editora: Editora Record

Autor: Felipe Pena, Vários autores

“Para uma parte da “crítica especializada”, entreter significa apenas passar o tempo. É um termo pejorativo, aviltante, usado para diminuir uma obra. Mas não é o que ele significa para quem se envolve com um livro e não consegue largá-lo. Em literatura, entretenimento é sedução pela palavra escrita. É a capacidade de envolver o leitor, fazê-lo virar a página, emocioná-lo, perturbá-lo, transformá-lo. É um conceito ao qual se deve atribuir valor artístico.
Há leitores neste país, mas é preciso respeitá-los. É preciso produzir narrativas que não sejam meros exercícios de egocentrismo e/ou textos herméticos endereçados aos pares. Escrevemos para sermos lidos, o que deveria ser óbvio, mas parece um pecado mortal no sacro universo de nossa literatura. Precisamos de livros de ficção que sejam acessíveis a uma parcela maior da população. E isso não significa produzir narrativas pobres ou mal elaboradas. A escrita simples é a laboriosa tradução da complexidade. Escrever fácil é muito difícil.”